Controle financeiro para pequenas empresas

Publicado por

Como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa para reduzir custos e aumentar os lucros?

É o que todo empreendedor quer saber, e somente uma gestão financeira eficiente é capaz de levar a esse resultado.

Mas não é fácil estar à frente de um negócio e ainda se preocupar com orçamentos, fluxo de caixa, cobranças e pagamentos, não é mesmo?

 

Por isso, vamos ajudar você a se organizar com alguns passos essenciais e dicas de como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa.

A importância de fazer o controle financeiro de uma pequena empresa

Saber como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa é condição essencial para alcançar o equilíbrio das contas, lucrar e crescer — nessa exata ordem.

Primeiro, o empreendedor deve ser capaz de igualar suas receitas e despesas, para depois começar a ter lucro e finalmente planejar o futuro do negócio.

Mas esse não é um caminho fácil, principalmente para o micro e pequeno empresário que, muitas vezes, assume sozinho a missão de gerenciar uma empresa.

Sabemos o quanto é desafiador cuidar das compras, vendas, estoque e ainda ficar de olho no caixa, controlando cada pagamento e recebimento.

E não para por aí: o controle financeiro ainda abrange a avaliação de relatórios de desempenho e demonstrativos contábeis, análise do endividamento, definição do capital de giro, formação e revisão de preços, etc.

Isso sem falar no planejamento financeiro, que define os orçamentos e como os recursos serão alocados para aumentar a eficiência do negócio.

Para dar conta de tudo isso, você precisa de conhecimento sobre finanças e ferramentas de apoio para não se perder entre os números e porcentagens.

Só assim, será possível traçar uma rota de crescimento para a sua empresa e garantir a sustentabilidade financeira.

Afinal, não basta apenas comemorar o aumento das vendas, se você não sabe exatamente quais são seus custos — se eles tiverem aumentado na mesma proporção, você pode até mesmo estar no vermelho sem saber.

Da mesma forma, uma desorganização nos pagamentos e recebimentos pode comprometer a liquidez corrente da empresa e até levar ao endividamento.

Por isso, é fundamental que você aprenda como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa.

Como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa em 5 passos

Um guia de como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa seria útil para você?

Então, acompanhe nosso passo a passo para ampliar sua visão das finanças.

1. Comece pelo controle do caixa

Para aprender como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa, seu ponto de partida é o fluxo de caixa.

Ao acompanhar e registrar diariamente suas entradas e saídas do caixa, você poderá montar um fluxo que revela o padrão das movimentações e permite monitorar a saúde financeira da empresa.

A partir desses dados, você entenderá melhor as receitas e despesas do negócio e poderá projetar cenários futuros.

Lembrando que não basta olhar se o saldo está positivo ou negativo no final do dia e achar que isso é gestão financeira: é preciso ir além do caixa imediato na análise das finanças.

2. Classifique seus custos e receitas

Agora que você já sabe como entra e sai o dinheiro do seu caixa, é hora de classificar cada custo e receita da empresa.

No caso dos custos, as principais categorias são:

  • Custos fixos: são custos que independem do volume de vendas da empresa, como aluguel do espaço, folha de pagamento e serviços pagos mensalmente para o funcionamento do negócio
  • Custos variáveis: são os custos diretamente relacionados à produção e vendas, como matérias-primas, impostos, fretes, comissões, taxas de cartões, etc.

Existem outras possibilidades para classificação de custos, mas essas são as mais utilizadas para começar a mapear seus gastos.

Depois, você também precisa organizar seus ganhos, separando em categorias de recebimento de vendas e de investimentos, ou dividindo entre pagamentos a prazo e à vista, por exemplo.

3. Planeje os pagamentos e recebimentos

Com suas entradas e saídas organizadas, você já pode elaborar um plano de contas, que é basicamente o controle das contas a pagar e a receber.

Assim, você consegue conciliar as datas de pagamento de fornecedores e recebimento de vendas, por exemplo.

Para isso, é só fazer a sua projeção de caixa, que nada mais é do que a antecipação do fluxo de caixa nas próximas semana e meses.

Se você sabe exatamente o que precisa pagar e o que tem a receber, basta usar esses dados e o histórico da empresa para estimar o saldo do mês seguinte e até mesmo fazer uma previsão anual.

4. Determine a necessidade de capital de giro

Toda empresa tem um ciclo financeiro próprio, que começa no pagamento aos fornecedores e vai até o recebimento do valor da vendas.

Nesse meio tempo, sua empresa precisa de capital de giro para se sustentar, e é fundamental que você saiba qual o valor ideal para custear o negócio.

Esse montante pode ser definido pela multiplicação dos dias totais do seu ciclo financeiro pela média diária de custos da empresa.

Dessa forma, você mantém a liquidez e evita o endividamento e pagamento de juros por falta de caixa.

5. Acompanhe o desempenho da empresa

Para saber se o negócio está no caminho certo, você também precisa analisar o desempenho financeiro mês a mês.

Para isso, existem relatórios e demonstrativos como o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) e balanço patrimonial, além de indicadores como endividamento, rentabilidade e lucratividade.

Conforme você for se organizando e dominando esses indicadores, será muito mais fácil visualizar a situação financeira da empresa e tomar decisões melhores para o futuro.

Como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa com a tecnologia

A boa notícia é que você não precisa baixar um monte de planilhas ou passar horas organizando arquivos para manter a gestão das finanças.

É só entender como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa com a tecnologia, que torna sua vida muito mais fácil.

Com um dos softwares da Myse, você pode fazer esse controle dentro do seu sistema de gestão.

Basicamente, tudo o que falamos neste artigo pode ser automatizado e gerenciado pela seu sistema de gestão — e quem ganha tempo e produtividade é você.

Gostou das dicas de como fazer o controle financeiro de uma pequena empresa?

Agora é só colocar em prática e garantir um futuro próspero para o seu negócio.

 

Clique aqui, e faça um teste, é GRÁTIS por 7 dias!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s