COMO VENDER em tempos de crise

Publicado por

Quem busca por independência financeira criando um negócio próprio pode ficar intimidado em tomar a iniciativa de entrar no mercado em um momento de crise. No entanto, com muito planejamento e estratégia, é possível aproveitar as oportunidades e começar a vender mesmo em tempos de instabilidade.É claro que vender em tempos estáveis é melhor, já que as pessoas se sentem mais seguras para tomar decisões. Porém, estruturar um negócio em um contexto de crise não é uma tarefa tão difícil quanto parece. Mas é claro que, para isso, é preciso encontrar o produto certo para vender.

Descubra aqui como vender em tempos de crise!

 

COMO OS TEMPOS DE CRISE AFETAM AS VENDAS?

Quando a economia de um país está controlada, as pessoas se sentem mais seguras para comprar o que precisam e desejam, sem ponderar muito durante o processo de compra. Porém, quando o cenário econômico é de crise, cada decisão deve ser muito bem pensada, já que o dinheiro é escasso.

Por essa razão, o primeiro passo para abrir um negócio em um momento de incerteza econômica é pensar em uma categoria de produto que segue sendo atrativa mesmo quando a economia do país não anda bem. Quem quer saber como vender em tempos de crise, deve avaliar quais são os segmentos menos prejudicados com a contração financeira.

 

CONSUMIDORES DEIXAM DE FAZER COMPRAS?

Durante a crise, os consumidores não deixam de fazer compras, mas passam a priorizar o que é realmente importante, como alimentação, educação, saúde e outros segmentos essenciais. Também há um aumento na procura de serviços que substituem a compra de um novo produto, como, por exemplo, reformas de roupas e consertos de máquinas.

Quando o dinheiro é escasso, é mais vantajoso arrumar do que adquirir um novo item. Por isso, os produtos procurados durante um contexto de crise são bem diferentes dos adquiridos quando a economia está estável. A seguir, confira os produtos que vendem em tempos de crise.

 

QUAIS SÃO OS PRODUTOS QUE VENDEM EM TEMPOS DE CRISE?

Mas afinal, que produtos escolher para vender mais na crise? De fato, essa é uma questão importante, já que a escolha do produto é fundamental para determinar o sucesso de uma empresa durante o período de instabilidade financeira. A dica para encontrar um bom produto é pensar em itens essenciais e que conferem certa autonomia aos consumidores.

Vender comidas é uma boa alternativa, já que as pessoas seguem consumindo produtos alimentícios mesmo durante os períodos difíceis. Além disso, vender artigos para montar uma festa, por exemplo, pode ser bom, porque nesse período, o público opta por comemorar de forma mais caseira, sem contratar equipes de decoração de eventos.

Em relação aos serviços, existem muitas alternativas que podem ser promissoras em tempos difíceis. Uma ideia é usar a sua casa para hospedar animais de estimação. Além disso, você pode trabalhar com customização e costura de roupas ou conserto de máquinas. A seguir, descubra como vender em tempos de crise!

 

COMO VENDER EM TEMPOS DE CRISE FINANCEIRA?

Se você quer entender como vender em tempos de crise, tenha em mente que os consumidores não deixam de comprar, mas passam a escolher os produtos com mais atenção. Se antes se sentiam seguros para comprar produtos que desejassem, agora passam a comprar somente os itens mais básicos, que realmente precisam.

Por isso, uma boa alternativa é investir em um negócio que trabalhe com produtos essenciais e que continuarão sendo consumidos mesmo em momentos de instabilidade financeira. Além disso, é importante estar atento aos custos fixos da sua empresa, pois ao reduzi-los, você conseguirá oferecer produtos a um valor final mais baixo.

CONTROLE DA AQUISIÇÃO DE CUSTOS FIXOS

Seja em épocas de crise ou não, controlar os custos fixos do seu negócio é fundamental para manter a estabilidade financeira da empresa. Tenha em mente que os custos fixos devem ser aumentados apenas quando o faturamento do negócio é crescente. Assim você não correrá o risco de ter mais contas para pagar do que dinheiro para receber.

CRIAÇÃO DE UMA POLÍTICA DE CAPITAL DE GIRO POSITIVO

A política de capital de giro coletivo envolve um acordo com os fornecedores para o pagamento de custos fixos e variáveis de forma estendida. Da mesma forma, você deve trabalhar para vender bastante e receber de forma antecipada. Isso evita que o negócio fique com o caixa negativado, mesmo que apenas por alguns dias.

CONTROLE DO FLUXO DE CAIXA

Pense sempre que o fluxo de caixa é igual ao ar de uma empresa. Ele é vital para a sustentação de um negócio a curto, médio e longo prazo. Cada centavo que entra ou sai deve ser registrado, de forma que nunca falte dinheiro para. As fontes de financiamento são caras e não devem ser um recurso utilizado com frequência pelo gestor.

SABER QUANDO RECORRER A FONTES DE EMPRÉSTIMO

O empréstimo é a última alternativa de um negócio e deve ser usado apenas em situações muito específicas. Para recorrer a um empréstimo, é fundamental verificar as taxas de juros e entender se essa é, de fato, uma solução viável. Converse com o gerente do seu banco e verifique as condições de financiamento para o seu negócio.

INVISTA EM ENTREGA RÁPIDA

Cada vez mais, as pessoas estão acostumadas com a instantaneidade que a tecnologia oferece. Por isso, oferecer uma entrega ágil é um diferencial importante e que pode ser crucial para a concretização ou não da compra.

TEM LOJA FÍSICA? OFEREÇA A RETIRADA NA LOJA

Se você trabalha com loja física e virtual, ofereça a possibilidade de os clientes buscarem o produto em seu ponto de venda. Assim não precisarão pagar os custos de entrega, que muitas vezes são elevados.

RECUPERE CARRINHOS ABANDONADOS

Trabalhar com a recuperação de carrinhos é uma excelente alternativa para aumentar a renda. Oferecer um código de desconto para finalizar a compra pode ser uma boa ideia. Essa também é uma boa dica para quem quer entender como vender em tempos de crise.

REALIZE BOAS PROMOÇÕES

Aproveite para pensar em ofertas que motivem o seu público-alvo a concretizar a compra em sua loja. Lembre-se que, principalmente em época de crise, o preço e as condições de pagamento são um diferencial.

 

O SEU SETOR ESTÁ EM CRISE OU A SUA EMPRESA?

Essa pergunta é muito importante para entender o contexto em que seu negócio se encontra. Ao responder a pergunta em questão, fica mais claro visualizar o momento em que a sua empresa está inserida e, assim, definir uma estratégia para o futuro.

Dependendo do diagnóstico, poderá ser necessário fidelizar os clientes do seu negócio, mudar de nicho, diversificar a oferta de produtos, ampliar o seu público-alvo ou até mesmo aumentar a sua visibilidade da sua marca.

Tenha em mente que essas mudanças podem exigir um investimento e, embora pareça estranho gastar dinheiro quando ele não está entrando, essa pode ser a solução mais viável. Para isso, é fundamental avaliar bem o caso e tomar a decisão mais assertiva.

Também poderá ser preciso fazer um remanejamento de gastos, reavaliando os custos do negócio. Para isso, você deverá avaliar o que pode ser alterado sem prejudicar a qualidade do serviço ou do produto que oferece.

Muitas vezes, diante de uma contração financeira, os empresários fazem demissões, sem pensar no médio e longo prazo, quando um novo funcionário deverá ser contratado. Uma demissão gera um custo alto e nem sempre é a melhor solução.

 

CONSUMIDORES NÃO DEIXAM DE FAZER COMPRAS

Em tempos de crise, as pessoas não deixam de comprar, mas direcionam os seus gastos àquilo que realmente importa, como comida, escola e remédios. Por isso, na hora de abrir um negócio durante um período instável, é fundamental pensar em itens que poderão ser bem recebidos pelo público.

Pense naquilo que você mesmo não deixa de adquirir quando está com pouco dinheiro. Esse poderá ser o ponto de partida para encontrar um produto ou um serviço interessante para oferecer neste momento. Além disso, tenha em mente que é fundamental estruturar um plano de negócios na hora de criar a sua empresa.

Isso dará mais segurança para entrar no mercado e para conhecer o público que você quer atender. Embora muitas empresas optem por começar a vender sem um planejamento, isso não é recomendado, já que um estudo prévio antecipa problemas e dá a oportunidade de você resolvê-los com antecedência.

Agora que você já sabe tudo sobre como vender em tempos de crise, aprenda como fazer planejamento estratégico! Esse conhecimento é fundamental para começar a trabalhar com possibilidade de crescimento!

Deixe a sua opinião nos comentários!

Além disso, não se esqueça de inscrever em nosso blog. Toda semana temos vários posts com muitas dicas e novidades para fazer o seu negócio ir a mil!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s